"Domine Deus Omnipotens em Cuius Manu Omnis Victoria Consis"

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Levados


O que o vento leva
Nem sempre é o que deixamos para ser levado
Entre folhas secas
Um coração
Seco?! Talvez
A identidade se apaga dias apos dia
Até não restar mais nada
Apenas folhas secas
Carregadas pelo vento
Sem destino
Entregues para onde quer que for
Entegues, sem medos, decepções ou magoas
Levadas em busca do destino incerto chamado vida

2 comentários:

Franzé disse...

O vento forte purifica a vida. Leva não só as folhas caidas. "Tudo que acontece na vida de importante está ventando forte" -Ana Terra"
A vida é incerta.


Bjos menina com muita ternura.

Nivaldo Vasconcelos disse...

Que bom que apareceu, estava com saudades, linda poesia!
Um beijão