"Domine Deus Omnipotens em Cuius Manu Omnis Victoria Consis"

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Devaneio


Quero-ti, como um adolecente em sua primeira paixão
Quero tua mão a encaixar na minha, como se fosse seu molde
A tua boca calar a minha, para me mostrar que palavras não são necessarias
E desejar ter teu corpo como cobertor, em noites frias
É tão lonje e tão perto, meus olhos e meu corpo não sentem a diferença
Penso ate em me afogar, nas lagrimas que brotam em meu rosto
Dando lugar ao oceano que morre em mim
A me levar ao profundo silencioso do mar
Onde a vida é quieta e singela, onde meus pensamentos falam mais alto que a voz
No profundo da solidão e do esquecimento,[Pra que se não o esqueço]
No profundo dos secredos esquecido e escondidos,[Um pecado esconder o amor]
E como em um flesh tudo ja se passou



8 comentários:

★Carla_Witch Princess★ disse...

Oi, Moni!
Ó...
Tem selinhos pra vc no meu blog...
Passa lá qdo puder.
Bjinhosssssss

Maria Fernanda disse...

é, passou.

Gilvânia C. Duarte disse...

Oiee

Tem outro selinho para você no meu blog.

Beijos

★Carla_Witch Princess★ disse...

Ei, Moni, agora são uns 4 ou 5 selinhos esperando por vc...
kkkkkk...
Vc merece, miguxa!
Bjinhosssssss

Moll Fry disse...

Oi... adorei seu blog, me identifiquei muito com tudo e estou te seguindo querida...

bjinhus

cristiane machado disse...

A coisa mais sinistra que temos é a dor do amor.
Mas sempre passa no final.
Bjs.
ah, ganhaste mais uma seguidora.

C. Liilian disse...

Adoro coisas dark como seu blog, transmitem sentimentos diferentes, como esse texto. Beijos e sucesso :)

Tábata Borges disse...

E são os pequenos feixes de luz, pequenos detalhes, que fazem toda a diferença.

Mas vim comentar sobre as imagens que você escolhe. São belíssimas, principalmente as com relação a água ..

Eu nado, então água me fazia refletir muito!
tão bom... parabéns!