"Domine Deus Omnipotens em Cuius Manu Omnis Victoria Consis"

sexta-feira, 26 de março de 2010

O que quero é diferente do que sinto

"Na verdade é um abismo de diferença.
Quero pular de um abisto de olhos fechados.
Sinto que vai doer...
Quero arrancar teu coração, e senti-lo pulsar entre meus dedos.
Sinto que talvez me arrependa...
Quero dizer tudo que esta engasgado em minha garganta.
Sinto que voce não iria suportar...
Não quero sofrer.
Sinto que ja estou sofrendo...
Não quero que doa.
Sinto que doe...
Quero ti odiar.
Mas sinto que ti amo..."

18 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo! Mas não há quem agüente ficar assim!
Solte o Grito! Você precisa desengasgar! Ninguém é todo Amor ou todo Òdio. As coisas se misturam quando não há comunicação. Grite, vc verá que não será pior. No máximo, o que pode acontecer é você perdê-lo. Então, não verá que não era Amor.
Beijos e fique bem!
Renata

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

verá que não é Amor, corrijo!

O Garoto do Blog. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Bandys disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bandys disse...

Devemos usar a serenidade e a coragem com sabedoria.

Não perdeer a fé;

Uma noite de fé.

Beijos

εїз ViViAn ★ Sbrussi /(",)\ disse...

Olá!
=D


F E L I Z P Á S C O A!!!

       ( ),,( )
       (=':'=)
  ﻶﻉჱﻶﻉ═¤═(,,)♥(,,)═¤═ﻶﻉჱﻶﻉ

Com carinho, para você e sua família...


εїз ViViAn ★ Sbrussi /(",)\

[ rod ] ® disse...

Essa confusão permeia a cabeça dos amantes em dor ou amor... querer-te não quero, mas deixar-te não consigo!

Juliana Mendes disse...

Que lindoooooooooo
pqp...
to p ver..
achei criativo a ideia do post..
foi vc quem escreveu?!
é muito lindo, na verdade, sempre há dois pontos de uma coisa...
eh como razão e coração!

Beijo

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Boa Noite, Moni!


*Não chame o meu amor de Idolatria

Nem de Ídolo realce a quem eu amo,

Pois todo o meu cantar a um só se alia,

E de uma só maneira eu o proclamo.

É hoje e sempre o meu amor galante,

Inalterável, em grande excelência;

Por isso a minha rima é tão constante

A uma só coisa e exclui a diferença.

'Beleza, Bem, Verdade', eis o que exprimo;

'Beleza, Bem, Verdade', todo o acento;

E em tal mudança está tudo o que primo,

Em um, três temas, de amplo movimento.

'Beleza, Bem, Verdade' sós, outrora;

Num mesmo ser vivem juntos agora.


SONETO CV
WILLIAM SHAKESPEARE*
Trad. Da Rê

Beijos querida!
Teadoro!

Daniela Filipini disse...

E não é sempre que isso acontece, e nos dá a sensação de que nunca acabará.

Bandys disse...

Nem sempre temos e o que queremos.

beijO

Sylvia Araujo disse...

Sentir é a dor e o bálsamo da vida. O ideal é sempre o equilíbrio. Eu treino sempre, um dia consigo. rs

Meubeijopravocê

Mågø Mër£Îm disse...

Eu entendo perfeitamente...
Eu quero odiar alguém que amo... como quero!

♥ Cαmilα Girαssol disse...

Algo semelhante se passa em mim.


BeijOs

Camila disse...

Não quero que doa.
Sinto que doe...
Quero ti odiar.
Mas sinto que ti amo..."


me identifiquei demais *-*
gostei daki

bejoos

Gutox disse...

Quero pular de um abisto de olhos fechados.
Sinto que vai doer..
as vzs eh assim que realmente nos sentimos,querendo arriscar mas temendo a perda de algo ou como diz o poema,sentir dor,mas a dor faz parte da vida,então...arrisquemos!
muito bom o texto e valeu pelo comentario la no meu blog!
se kiser add ae gutox_hieros@hotmail.com

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Pensa que é fácil te esquecer, Moni!?
Beijos***********************
************

LETRA PARA CANTAR

Lope de Vega (1562-1635)

Lucinda,

Que não sejam tuas belas
pupilas, na forma, estrelas
bem pode ser.
mas que na claridade
não tenham certa deidade,
não pode ser.

Que a boca celestial
não seja o próprio coral,
bem pode ser.
mas que não exceda a rosa
em ser rubra e cheirosa,
não pode ser.

Que não seja o branco peito
de neve ou cristais feito,
bem pode ser;
mas que não exceda a alvura
dos cristais e neve pura,
não pode ser.

Que não seja Apolo, sol
anjo puro e rouxinol,
bem pode ser;
mas que dos anjos não tenha
só o que aos anjos convenha
não pode ser.

Que não sejam açucenas
as veias e as mãos serenas,
bem pode ser;
mas que nelas não se vejam
quantas graças se desejam,
não pode ser.

Trad. cometida pela Renata
Beijos!

Valéria disse...

Que lindo blog!
A gente não manda em nosso sentimento e isso nos faz sofrer, muito mesmo.

BeijooO'