"Domine Deus Omnipotens em Cuius Manu Omnis Victoria Consis"

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Tuas palavras são afiadas
E não perdem a oportunidade de desferir seus golpes

firmes e constantes
Sabe onde e como me ferir
Feri com gozo e ardor

Onde um dia pulsou um coração parece ter um pedra gelida
O tempo passou
E ainda me sinto nadando contra a corretesa

...  ...
Ps. O amor dever ser paciente, confortador, o amor não deu, não desconfia, não machuca, não sente agonia. Por que mesmo sabendo disso insisto en nadar contra a correntesa

12 comentários:

Thiago disse...

Caramba, muito bom *-*
tão frio, mas tão cheio de emoção.


visite: http://mylosttear.blogspot.com/

A. Reiffer disse...

Olá, apreciei o teu blog! Bons textos! bjos

maybe disse...

I'm appreciate your writing style.Please keep on working hard.^^

Lyakઇ‍ઉ٠•● disse...

lindas as mensagens! adorei todas:
Estou te convidando para vc conhecer o meu blogger: http://maravilhasdeamor.blogspot.com bjus!

Stephani Amorim Mitre disse...

Oii tudo bem?
eu estava olhando seu blog, li os POSTES e amei, estou lhe dando dois selos de melhor blog, espero que goste!

http://anjodragon.blogspot.com/

Stephani Amorim.

Eliete Queiroz disse...

Estava olhando akie seu blog, depois de tanto tempo, tanta saudade.
Não consegui ve-la quando fui a Açai, foi triste, continua sendo triste para mim. Por enquanto me conformo em ter seus textos para ler...

O Garoto do Blog. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
O Segredo dos Escritores disse...

show de bola seu blogue!
parabéns!

se vc tiver um tempinho, dê uma passadinha lá neu?

http://osegredodosescritores.blogspot.com/

Eduardo Santos disse...

Olá amiga. Bom trabalho que dá prazer ler e estar confortavelmente a apreciar. Votos sinceros de que continue com o mesmo sentido de paixão pelas letras e por aquilo que faz. Parabéns pelo espaço.

Horácio Dib disse...

Incrível! Incrível blog! Tive a sorte de encontrar perambulando pelos blogs desse mundão internético! É mais um dos meus favoritos. Sou um grande amante da escuridão e da solidão. Estamos todos juntos nessa, sozinhos em nossas individualidades.
Continue!

Franzé Oliveira disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
palavrasquesaemdaboca disse...

poxa..
certas vezes acho que temos que ir contra nós mesmos, contra o nosso apego emocional.

as vezes a vida qr andar... nos colocar em novos trilhos..
mas o nosso apego a certas emoçoes, a nossa zona de conforto, nos mantém presos num trilho que ja nao anda mais!

mas é só vc pular pra fora do trem, com coragem... pois tudo passa, o que o passa, deve passar para abrir espaço pra algo mais bonito, e mais concordante com o que vc precisa agora!

beijao se cuida